28 de out de 2008

Consultório sentimental do Ogro: O marido peladeiro

Da Silva, meu lindo, tenho a impressão que meu marido presta mais atenção no futebol do que em mim. Ele sempre me deixa sozinha para ir jogar as suas peladas. O que devo fazer? (Deixada pra escanteio, de Ipatinga-MG)
*
Minha querida, não fique preocupada. O homem precisa, de tempos em tempos, dedicar-se a atividades que reafirmem a sua masculinidade e que não tenham a presença de mulheres. Atividades durante as quais ele possa deixar fluir o ogro que habita nele, coçando o saco, arrotando, peidando, cuspindo, xingando, bebendo, comendo com as mãos, falando de boca cheia e sujando tudo. Ou você prefere que ele faça isso dentro de casa?
*
A melhor pedida, nesses momentos, é deixá-lo voltar e se recuperar. Quando isso acontecer, bote uma lingerie provocante e faça bom proveito da masculinidade reafirmada pelo ritual futebolístico. Use uma blusinha curta e deixe ele ver esse novo piercing que você botou no umbigo. Se o que você tem próximo ao umbigo não é piercing, mas sim os seus mamilos, bem, esqueça. É difícil que a masculinidade dele tenha sido reafirmada a esse ponto. Tome um leite morno e vá dormir.
*
Do seu amigo Ogro, Da Silva
*

5 comentários:

Euzinha disse...

hahahahahahahahahaha
adorei teu blog!
vou te linkar!

Mauro Sérgio disse...

A pelada é necessária. E digo mais, se as mulheres tivessem algum ritual coletivo equivalente ao futebol estaria descoberta a cura para a TPM!

Sol! disse...

kkkkkkk

mas a gente tem mauro sérgio!
Comer brigadeiro de panela falando sobre os formatos dos pintos de vcs! (sim, a amiga da sua mulher sabe como é o seu, exatamente, inclusive os detalhes que nem vc consegue enxergar... tsc, tsc, tsc)

Mauro Sérgio disse...

Ficou meio dúbio esse negócio da amiga da minha mulher saber como é o meu pinto...

Da Silva disse...

Concordo inteiramente, Maurão!