27 de dez de 2008

TV em tempos de crise

Se o blogueiro tem uma alegria na vida é dar palpite. Pode ser sobre qualquer assunto, inclusive aqueles dos quais não entende patavina. Assim sendo, embora ninguém tenha pedido, aí vai um exercício de imaginação sobre como será o futuro próximo, em que as redes de tevê serão obrigadas a reduzir os custos por causa da crise.
*
O negócio é seguir o exemplo do mercado, que já mostrou o caminho com a fusão do Itaú e do Unibanco. Para baratear suas produções milionárias, basta que as emissoras peguem duas atrações de grande apelo e juntem as duas numa só. Além de cortar custos, vai atrair a audiência das duas de uma única tacada! Aí, é só vender os breaks publicitários e faturar.
*
Imaginem as seguintes fusões:
*
Big Brother Brasil Urgente ( Brasil Urgente + Big Brother Brasil):
*
Reality show nos mesmos moldes do Big Brother Brasil. Fechados numa casa, repletas de câmeras ficarão encarceradas as maiores celebridades criminosas do Brasil. Durante dois meses, o Lindemberg, o casal Nardoni, o Pimenta Neves, a Suzane Von Richtoffen e os irmãos Cravinhos e o Fernandinho Beira-Mar ficarão na casa mais famosa do país.
*
O programa seria apresentado pelo José Luís Datena que apareceria na TV da casa falando com os participantes, que o saudariam com aqueles indefectíveis gritinhos de "u-hu!". O lado mais econômico é que dispensa a interatividade com o público, pois, no que depender dos participantes, sempre vai ter alguém sendo eliminado. Sem falar naquelas camisas do Datena pedindo o fim da impunidade, que seriam um sucesso de vendas.
*
O vencedor ganha como prêmio a conversão de sua pena em doação de cestas básicas. A sentença-prêmio é entregue no dia da grande final pelo Ministro Gilmar Mendes e o vencedor já sai direto para posar para um ensaio sensual do Notícias Populares e do Jornal Meia Hora.
*
Bem Favorita (A Favorita + Bem amigos):
*
Vai resolver de tacada a questão da audiência na medida em que vai reunir o público masculino e o feminino em torno de uma mesma atração. Consiste apenas em analisar a novela, ao fim de cada capítulo, como se futebol fosse.
*
Os crimes da Flora vão ser repetidos à exaustão, sob os mais variados ângulos, e, ao fim, o Arnaldo Cesar Coelho vai dizer que a regra é clara, a Flora não agiu em legítima defesa e o assassinato foi ilegal. Duro vai ser agüentar o Galvão Bueno torcendo pela Donatela.
*
Zorra Eleitoral Total (Horário Eleitoral + Zorra Total):
*
Nesse caso específico, não há muito que fazer. É só trocar o Zorra Total pelo Horário Eleitoral Gratuito, que, em regra, costuma ser bem mais engraçado. Basta manter as gostosonas seminuas do primeiro para ilustrar as criativas piadas proferidas no segundo.
*

7 comentários:

Dama de Cinzas disse...

Ameeeeeeei suas idéias! ehehehe... Só fico pensando que a idéia do BBB precisa urgentemente ser fundida a qualquer outra, porque aquilo é uma M. rsrsrs

Beijocas

Monique Lôbo disse...

kkkkkkk!!Adore suas idéias!!!A do BBBU é perfeita, ia ser um sucesso com toda certeza!! A Do Bem Favorita ia unir os casais, é de utilidade pública! E s do Horario Eleitoral Total é a melhor, essa ja poderia está sendo feita, porque o Zorra não tem a menor graça, ja o Horario Eleitoral é um poço de comédia, ia ser recorde de ibope!!!

Bjãoo

Menina de óculos disse...

Ai, eu num vou mentir não. Eu adoro o BBB...kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Eu aproveito e te desejo um 2009 incrível pra vc e sua Fiona. Que a vida seja mais fácil pra todos nós no ano que começa...

beijo grande Ogro da Silva

Aline disse...

Big Brother Brasil Urgente! Perfeitoooo! xD Só acho a interatividade discutível. Na verdade as ligações realizadas de dentro dos presídios federais poderiam decretar os líderes e tals! uahauhauhauhauh

Grande Ogro, maneiríssimo descobrir teu blog em 2008. Que tu tenhas um 2009 repleto de idéias pra lançar por aqui! xD

Beijogrande!

Sâmia disse...

Eita, mente criativa!

Mauro Sérgio disse...

Como dizem, eu espero que "o todo seja melhor que a soma das partes."

Um abraço, garoto, e bom 2009!

Jean Baptiste disse...

Têm muitos desses programas que, se você juntar dois, não dá um.

Abaixo a tele-ignorância